CAPRICORNIO, cont.

“…crestado pela pátina do tempo…”
Vinícius de Moraes

Essa frase descreve bem um ideal capricorniano.
Aproveitando em seu melhor aspecto a passagem do tempo, aquilo que ele pode nos trazer. Pode. A condicional é clara, nem sempre o tempo nos traz essa sabedoria, essa flexibilidade, essa tranquilidade.

Capricórnio é a força da terra, estável, sólida, receptiva. Nos contém.
Quando começei meus estudos de astrologia, sempre ficava pensando no aspecto “receptivo” do elemento terra (sao quatro: águra, terra, fogo e ar). A gente chama receptivos água e terra, e ativos fogo e ar.

Tem algo nessa dureza do elemento terra que sugere receptividade? Sim.

No caso de capricórnio, é literalmente o chao que a gente tem embaixo dos pés. A terra que nos sustenta, que nos recebe. Nunca me esqueço de uma situaçao que vivi: há anos atrás, eu tinha um pequeno jardim na sacada do meu consultório. Eu adorava; ficava lá, cuidando das flores por horas. Mas elas nao iam lá muito bem, como se faltasse algo. Eu colocava mais água, mais no sol, e nada… até que um dia a minha colega de consultório me disse (espantada que isso ainda nao tivesse me ocorrido) “Angela, essas plantas precisam é de mais terra!!” . Bingo. E nao é que era isso mesmo? Revigoradas, elas voltaram a florescer, e eu aprendi (espero) a liçao: a gente também precisa de terra.

Claro, a gente tem que tirar o melhor de cada signo. A energia de capricórnio desequilibrada sem dúvida vai nos aferrar à matéria, só acreditar em algo que se pode ver, comprovar, no que é palpável. Uma pena, pois para os próprios capricornianos isso é uma limitaçao. Eles ficam excessivamente rígidos nessa postura, se “cristalizam” e essa firmeza vira inflexibilidade.

Pois é, rigidez também é uma característica desse signo. Esse pode ser um dos grandes desafios para as pessoas de capricórnio e para nós também.

Como utilizar as estruturas materiais, emocionais, os valores éticos que sao a base da nossa existencia, de forma que eles realmente atuem como nossas referências, como nosso apoio, e nao como limitantes que nos enrijecem em uma perspectiva pré determinada de vida, sem que nós possamos mudar ou fazer escolhas diferentes.

É uma boa pergunta, nao?

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: